Simule seu investimento em mogno africano AGORA

O mercado da madeira de Mogno Africano se expandiu muito nos últimos anos. Por isso, saiba tudo sobre o comércio dessa madeira nobre!

O mercado da madeira de Mogno Africano tem crescido nos últimos anos. A tendência é o aumento do consumo nos países desenvolvidos, como Estados Unidos, China e países europeus. Neste artigo, traremos uma introdução ao mercado dessa madeira, o crescimento do volume das florestas plantadas e como ocorre a formação do preço de venda.

O mercado da madeira dura tropical: Mogno Africano

Quando se iniciam as pesquisas sobre o mercado da madeira é possível observar que existe uma imensa variedade de espécies de árvores a serem comercializadas. Cada uma com suas características e objetivo final de consumo. O Mogno Africano é classificado como madeira dura tropical e dentro desta categoria é caracterizado como uma madeira nobre, ou seja, possui mais resistência e qualidade comparada a outras espécies.

Para analisar o cenário atual do mercado madeireiro é preciso averiguar o contexto histórico. O Mogno por exemplo, já foi vastamente explorado, o que ocasionou na consolidação do mercado da espécie. Já no Brasil, ao longo dos séculos o Mogno Brasileiro foi ilegalmente comercializado e na África a espécie ainda é retirada das matas nativas.

Desta forma é preciso avaliar quais são as mudanças no mercado da madeira a nível mundial. Atualmente, ainda existe muita extração ilegal nas matas nativas e também uma extrema necessidade da preservação. A utilização desse recurso natural está cada vez mais escasso, cobiçado e muito contrabandeado. A Interpol estima que exista de 30 a 100 bilhões de dólares por ano desse comércio ilegal de madeiras. Somente a espécie Jacarandá ultrapassa um milhão de dólares por ano no mercado ilegal de madeiras.

Hoje existe uma grande necessidade de preservação das matas nativas, mas em contrapartida há também uma demanda de madeira a ser suprida. Uma nota da WWF revela que em 2050 o consumo por madeiras comuns deve triplicar e a procura por madeiras duras tropicais também deve aumentar.

É possível averiguar o alto consumo da madeira em países de primeiro mundo. A madeira dura tropical é utilizada em grande escala nas construções em função de seu equilíbrio na temperatura do ambiente e por ser altamente durável.

*Curiosidades: Dados mostram que toda madeira produzida na Austrália é exportada para a China. Hoje a Austrália é a maior produtora de Mogno Africano plantado no mundo.

O crescimento das florestas plantadas

Com essa avaliação do crescimento do mercado, cresce também a necessidade de plantio. Iniciativas de grandes empreendedores trabalhando com projetos de florestas nobres foram essenciais para o avanço do cultivo das lavouras florestais de Mogno Africano. Um exemplo é o médico escritor Augusto Cury e também o empresário Ricardo Tavares, com suas florestas em Minas Gerais.

O processo de investimento dessas florestas no Brasil vem crescendo a cada ano juntamente com os motivos de aumento na procura, a escassez desta matéria-prima e a valorização do preço da madeira. Todos esses fatores viabilizam cada vez mais os projetos das florestas plantadas.

O preço da madeira de Mogno Africano

Para analisar o preço da madeira de Mogno Africano é necessário averiguar como é constituído esse valor. Para isso, pensamos em três fatores primordiais: o mercado, a atratividade e o tipo (qualidade e dimensão).

Primeiramente é importante definir qual mercado devemos atingir: nacional, regional, local ou internacional. É de conhecimento que a madeira para exportação possui um valor maior agregado, porém as exigências da qualidade também são maiores. Acreditamos que 30% da floresta plantada possa ser exportada da floresta plantada, representando mais de 70% do lucro total da floresta. Já as madeiras dos primeiros desbastes são mais fáceis de serem comercializadas a nível regional e local.

Em relação à atratividade, é importante conferir a localização da floresta plantada, o volume de madeira produzido, a regularidade de fornecimento e a certificação. Todos esses fatores interferem diretamente no valor negociado para venda.

Por exemplo, a certificação é um dos fatores que influenciam muito na exportação da madeira. Porém é necessário esclarecer que essa certificação apenas agrega valor à madeira e não é obrigatória para as florestas exóticas.

Por fim, avaliamos também o tipo de madeira, levando em conta a qualidade e a dimensão em que será comercializada. A qualidade é resultado do bom manejo realizado na floresta ao longo do cultivo. Já a dimensão faz referência a maturação do indivíduo. Quanto mais madura, maior a dimensão da tora e melhor o valor final da venda.

Preço da madeira

O processamento da madeira e o valor comercializado

Um fator que influencia muito no valor final da madeira diz respeito a como a madeira é comercializada. Os valores variam conforme o processamento da madeira: madeira em pé, em tora, madeira seca ou madeira em peça já finalizada.

Observa-se o gráfico a seguir com a variação do preço conforme o processamento da madeira. A madeira serrada e seca tem um valor muito maior. O preço é valorizado conforme fica mais próximo do consumidor final.

Valor da madeira de Mogno Africano

O mercado da madeira de Mogno Africano

Neste artigo, foi apresentado que o mercado da madeira de Mogno Africano possui um grande potencial de crescimento, visto a escassez do produto e o aumento da necessidade de consumo, principalmente nos países desenvolvidos.

O valor do comércio da madeira é resultado de vários fatores combinados e para realizar a melhor venda é necessário ser estratégico, realizando o estudo do mercado e um plantio de qualidade.

Quer saber mais sobre o mercado do Mogno Africano? Entre em contato com nossa equipe.

FAÇA UMA SIMULAÇÃO DE INVESTIMENTO